O INVASOR

invasor

7.5Dois homens de negócios (Alexandre Borges e Marco Ricca) contratam um assassino (Paulo Miklos) para matar seu terceiro sócio. Após o assassinato, os dois passam a ser chantageados pelo assassino, que almeja tomar conta do negócio de seus contratantes.

Bom suspense nacional de 2002, ainda na época em que o cinema brasileiro começava sua retomada (CIDADE DE DEUS é do mesmo ano). Se falta um cuidado maior na produção, como fotografia e edição, sobra entusiasmo na direção nervosa do paulista Beto Brant (OS MATADORES, CÃO SEM DONO), na trilha sonora barulhenta e na performance de todo o elenco, do qual Alexandre Borges é o menos exigido. Marco Ricca dá um show no papel de um homem à beira do colapso, e a dupla de belas atrizes Mariana Ximenes e Malu Mader ajudam a embelezar o elenco, além de trazer boas performances, principalmente Ximenes, num papel difícil, recheado de cenas de sexo e uso de drogas. Mas o show mesmo é de Paulo Miklos. Isso mesmo, Paulo Miklos, um dos vocalistas da banda Titãs, que aqui mostra que seu talento como ator, possivelmente é maior que seu talento como músico. No papel do matador da periferia Anísio, Miklos, que é baixinho e mirrado, consegue assustar e impor sua presença só no olhar e na voz. É realmente uma bela interpretação. O que me faz lamentar ainda hoje, a falta de oportunidades para os bons atores e atrizes que temos no Brasil. É muito triste que um país com tamanho talento para formar artistas, limite suas descobertas à participações em novelas repletas de clichês. Atenção também à participação hilária e surreal do rapper Sabotage, que compõe vários raps da trilha-sonora do filme. A cena em que ele participa é sensacional, e dá o tom de escárnio exato que o filme precisa. Infelizmente, o que derruba a nota do filme é seu final abrupto. Por mais que eu entenda a “mensagem” do filme, O INVASOR merecia um final melhor. MUITO melhor.

Obs.: O rapper Sabotage, considerado uma lenda na Zona Sul de SP, pai de 3 filhos, foi assassinado no ano seguinte ao lançamento do filme, em 2003, aos 29 anos de idade.

VEJA AQUI UMA CENA DO FILME:

E OUÇA AQUI O RAP “NA ZONA SUL”, INTERPRETADA PELO FALECIDO RAPPER SABOTAGE, QUE PARTICIPA DO FILME:

2 respostas para O INVASOR

  1. Suiang disse:

    Acho esse filme muito, muito bom! Não vejo problemas na edição, acho até bem dinâmica – vc pode indicar os problemas?
    Excelente texto!
    Abraço

    • gallomovies disse:

      Olá Suiang! Muito legal esse seu comment. Na verdade, não me refiro à edição, sobreposição de imagnes, mas sim de alguns cortes repentinos, como por exemplo, cortar muito rápido de uma cena longa para a outra. Não me importo com cortes rápidos e dinâmicos. Mas acho que de uma sequência para a outra, não há uma espécie de “encerramento”. Acaba ficando uma coisa de aspecto mal-cuidado.
      Mas, essa é só a minha opinião. O Gallo Movies existe justamente para deixar esse espaço aberto para que você comente, sempre que quiser.
      Um abraço!

Deixe seu comentário...

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s