MARCADOS PARA MORRER

end-of-watch-poster

9.5Dois jovens e determinados policiais (Jake Gyllenhaal e Michael Peña) são marcados para morrer após confiscarem uma considerável quantidade de dinheiro e armas de fogo de um famigerado cartel, durante uma rotineira batida no trânsito.

Policial de qualidade é com este homem: David Ayer. Juro, nunca entendi porque o preconceito da crítica em geral, que sempre malha os filmes escritos ou dirigidos por este seguro cineasta. Ayer, se especializou em um único gênero em sua carreira: O Policial. Todos os seus filmes abordam a rotina do trabalho policial de alguma maneira. Desde os tiras corruptos aos honestos, sempre ambientando suas histórias na cidade de Los Angeles, sem exceções. Como roteirista, Ayer é o responsável por filmes como o sucesso VELOZES E FURIOSOS (filme que eu particularmente não gosto, mas que tem qualidades), DIA DE TREINAMENTO, que rendeu o Oscar de Melhor Ator para Denzel Washington, A FACE OCULTA DA LEI, bom filme que tem Kurt Russell e Ving Rhames à frente do elenco, SWAT: COMANDO ESPECIAL, que também não é um dos meus favoritos, mas cujo carisma do elenco de nomes como Colin Farrell e Samuel L. Jackson compensa, e TEMPOS DE VIOLÊNCIA, um filmaço desconhecido do grande público, com um pré-Batman Christian Bale como protagonista. Como diretor, Ayer dirigiu outro filmaço, OS REIS DA RUA, com Keanu Reeves e Forest Whitaker e o próprio TEMPOS DE VIOLÊNCIA. Como podem ver, sempre abordando a temática policial em seus filmes. E posso dizer de cadeira que, entre tantos filmes bons, este MARCADOS PARA MORRER, escrito e dirigido por Ayer, é seu melhor filme até hoje. O filme, seja talvez o retrato mais cru e realista envolvendo o dia a dia de um oficial de policia de Los Angeles, a famosa LAPD. Neste caso, não apenas de um oficial, mas de dois, e ambos interpretados com performances dignas de indicação ao Oscar por Jake Gyllenhaal (SOLDADO ANÔNIMO, CONTRA O TEMPO) e Michael Peña (CRASH: NO LIMITE e ATIRADOR). A autenticidade trazida por estes dois magníficos atores dá o tom realista e fatídico de que o filme precisa para funcionar. A cada batida dos dois oficiais, ficamos com a sensação de tragédia e perigo iminente. Ayer é especialista em mostrar Los Angeles em sua face mais suja e perigosa, e aqui ele se supera. Utilizando de imagens geradas por câmeras usadas pelos policiais, e também de câmeras colocadas dentro das viaturas utilizadas, o filme chega a extrapolar de tanto realismo. Real, como o companheirismo destes dois soldados, quase uma relação entre irmãos que dá o contraponto perfeito para a rotina imprevisível pela qual estes homens tem de passar para conseguir sobreviver, e voltar para suas famílias após um dia de trabalho. Por isso, peço que prestem atenção à sequência final do filme, e o modo como ela se encaixa dentro do rico contexto do filme. É a verdadeira cereja no bolo. MARCADOS PARA MORRER é sem dúvida, um dos melhores filmes de 2012.

VEJA O TRAILER DO FILME AQUI:

end_of_watch_ver4_xlg

Anúncios

Deixe seu comentário...

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s