O MESTRE

master_ver6_xlg

8.0Após o final da Segunda Guerra Mundial, um veterano da Marinha Americana (Joaquin Phoenix), volta para casa profundamente perturbado e incerto de seu futuro. Até seu encontro com um culto religioso chamado A Causa e seu carismático líder (Philip Seymour Hoffman).

Mais um drama pesado e vagaroso do ótimo diretor Paul Thomas Anderson (SANGUE NEGRO), que também assina o roteiro. Trata-se de uma obra difícil, que exige muita paciência do espectador, mas que ao mesmo tempo é uma valiosa reflexão sobre o quanto estamos no controle de nossos próprios destinos. O filme, assim como outros de Anderson, foi lançado em cima de muita polêmica, pois alegações indicam que na verdade, O MESTRE é uma alegoria em cima da criação da Cientologia, uma religião que é relativamente nova e não muito bem aceita nos EUA. Tom Cruise e John Travolta são dois dos membros mais conhecidos desta religião, e diversas vezes são duramente criticados por isso. De qualquer maneira, O MESTRE não é apologético, e se concentra sabiamente na relação entre seus dois protagonistas, os espetaculares Joaquin Phoenix, no papel do errante Freddy, e Philip Seymour Hoffman, no papel do líder da seita, que no filme é batizada de “A Causa”. O MESTRE  transcorre por caminhos tortuosos em suas quase 2 horas e meia de duração, e a mais importante de suas realizações, vem apenas bem próximo do final do filme. Eu disse “a mais importante de suas realizações”, porque a profundidade de O MESTRE permite inúmeras interpretações. Nenhuma destas camadas de entendimento do filme seria possível, não fossem as atuações monstruosas de seus dois protagonistas. Hoffman mais uma vez está hipnotizante, usando do carisma para esconder verdades temerárias sobre seu personagem. Mas é Phoenix quem realmente é a alma da produção. Seu personagem, um homem mentalmente massacrado pela guerra, é exatamente o contrário do personagem de Hoffman. É um personagem que nada tem a esconder, mas que ainda assim, revela-se imutável e à prova de qualquer tipo de influência. Uma mente tão fraturada pelos traumas, que de certa forma, se torna blindada, tanto para o bem, como para o mal.

Phoenix, que vinha de um longo período afastado das telas após seu mal-sucedido documentário fake AINDA ESTOU AQUI, em que ele e Casey Affleck (irmão de Ben Affleck) tentaram pregar uma “pegadinha” na indústria cinematográfica ao declarar que Phoenix decidira abandonar as telas e se tornar um rapper, mostra que o cinema sentiu sua falta. Phoenix está perfeito! Visivelmente mais magro, com o rosto contorcido, parecendo sempre estar sentindo dor, este sensacional ator é na minha opinião, o merecedor do Oscar deste ano, para o qual foi indicado. Tanto ele quanto Hoffman, para Ator Coadjuvante. A atriz Amy Adams (O VENCEDOR, DÚVIDA) mais uma vez mostra seu imenso amadurecimento como atriz, e também foi indicada para Melhor Atriz Coadjuvante pelo papel de esposa do líder da seita. Adams tem particularmente uma cena difícil no filme, de conotação sexual, em que mostra todo seu talento. Falando em cenas, uma delas em especial, na qual Hoffman e Phoenix ficam frente à frente durante uma sessão de terapia de regressão empregada pelo personagem de Hoffman para “entender” melhor a perturbada mente do personagem de Phoenix, é simplesmente avassaladora. Com mais de 5 minutos, sem nenhum corte, a cena é uma verdadeira vitrine para observarmos o monstruoso talento destes que, possivelmente, são os melhores atores de sua geração. O filme também conta com uma maravilhosa e impecável ambientação dos anos 50, o que só comprova o talento de Anderson, se é que este ainda precise de comprovação.

O MESTRE pode não ser um filme maravilhoso. Pode até ser na verdade, por vezes quase insuportável. Mas o talento descomunal, tanto de seu realizador como de seus protagonistas, faz com que o filme transcenda a experiência de assistí-lo, e se torne uma minuciosa avaliação dos efeitos da religião na mente do indivíduo enfraquecido. Mesmo que tenhamos que levar mais de duas horas e meia para finalmente, entender esta truncada avaliação.

VEJA O TRAILER DO FILME AQUI:

master_ver2

Anúncios

Deixe seu comentário...

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s