NA MIRA DO CHEFE

in_bruges_ver2_xlg

9.0Afligido pela culpa após um trabalho que deu terrivelmente errado, o matador profissional Ray (Colin Farrell) e seu parceiro Ken (Brendan Gleeson), devem esperar novas ordens de seu implacável chefe (Ralph Fiennes), em Bruges, na Bélgica. O último lugar na Terra onde Ray gostaria de estar.

Um filme no mínimo curioso. Assim é NA MIRA DO CHEFE. Trata-se de uma comédia em sua primeira camada. Porém, esta comédia se desenvolve sobre uma plataforma dramática, chegando a ser até trágica. Mas uma vez que você se acostuma e consegue equilibrar os gêneros, NA MIRA DO CHEFE se transforma em um grande filme, com um roteiro original espertíssimo indicado ao Oscar em 2009, escrito pela promessa Martin McDonagh, que também dirige o filme. McDonagh dirigiu no ano seguinte o também excelente O GUARDA, no qual volta à dirigir o ótimo Brendan Gleeson (CORAÇÃO VALENTE, TRÓIA), e em 2013, seu novo filme SETE PSICOPATAS E UM SHIH TZU (cujo pôster e trailer você encontra aqui no Director’s Chair Brasil), chega aos cinemas. Neste filme, é a vez de Colin Farrell voltar à ser dirigido por McDonagh. Falando em Colin Farrell e Brendan Gleeson, suas interpretações são fantásticas, e na minha opinião, Farrell merecia uma indicação ao Oscar de Melhor Ator. Aqui, o astro se despe da figura de galã e astro de ação, e realmente interpreta com o coração, no difícil papel de um homem devastado pela culpa. Ralph Fiennes (o Lord Voldemort da saga HARRY POTTER), aparece no terço final do filme, e como de costume, entrega seu papel com credibilidade, em mais um papel de vilão, sua especialidade. Uma coisa que achei muito bem explorada pelo filme, foi a cidade em que o filme se passa: Bruges, na Bélgica. Com sua arquitetura lúgubre e de estilo antigo, a cidade dá exatamente o tom que o filme precisa para funcionar. Uma espécie de “conto de fadas do macabro”, por assim dizer. Uma curiosidade, é o quanto a cidade é esculachada pelos protagonistas. Tudo bem que é de maneira cômica, mas fiquei curioso em saber como os habitantes da cidade receberam o filme. Por exemplo, no pôster do filme, como podem ver acima e abaixo, há mais uma brincadeira com este tema: Sob o título original (IN BRUGES, que é o nome da cidade), está escrito em letras pequenas e entre parênteses: “FICA NA BÉLGICA”. Hehehe…

VEJA O TRAILER DO FILME AQUI:

in_bruges_xlg

Deixe seu comentário...

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s