O VOO

flight-poster-domestic

Whip Whitaker (Denzel Washington), um experiente piloto de um vôo comercial, milagrosamente salva a aeronave de um trágico acidente. Porém, uma investigação no possível mal-funcionamento da aeronave, acaba revelando algo perturbador.

O diretor Robert Zemeckis (trilogia DE VOLTA PARA O FUTURO, FORREST GUMP: O CONTADOR DE HISTÓRIAS) ficou mais de dez anos afastado do cinema live-action. Desde NÁUFRAGO (2000), Zemeckis se dedicou a projetos de animação utilizando a técnica de captura de movimento, como A LENDA DE BEOWULF, O EXPRESSO POLAR e UM CONTO DE NATAL. Zemeckis finalmente voltou aos filmes de “carne e osso” digamos assim, no ano passado com este O VOO. E devo dizer… QUE RETORNO! Roteirizado por John Gatins (GIGANTES DE AÇO, HARDBALL: O JOGO DA VIDA) , o filme por si só já seria ótimo. Mas algo o coloca ainda mais acima: Seu protagonista, Denzel Washington. Aqui Washington entrega mais uma performance monstruosa, repleta de nuances, e sólida o suficiente para carregar o filme todo nas costas, interpretando um personagem cujas perigosas e inesperadas camadas vão sendo reveladas aos poucos.

flight

O firme elenco de apoio, de nomes como Don Cheadle (HOMEM DE FERRO 2, ONZE HOMENS E UM SEGREDO), Bruce Greenwood (DOZE DIAS QUE ABALARAM O MUNDO, STAR TREK) e a bela Kelly Reilly (franquia SHERLOCK HOLMES), ajudam a manter o excelente nível da produção. Mas um outro nome em especial se destaca no filme: John Goodman (O GRANDE LEBOWSKI, O ARTISTA), no papel do melhor amigo e digamos “fornecedor” do protagonista, interpretando um personagem energético e sensacionalmente politicamente incorreto. Outro ponto alto do filme é sua excelente trilha-sonora, com músicas de artistas do quilate de Rolling Stones, Red Hot Chili Peppers e Joe Cocker. A música de Cocker, “Feelin’ Allright”, em particular, é tocada em dois momentos-chave do filme, e é utilizada de maneira sensacional. Destaco ainda duas cenas em especial: A primeira, é claro, é a do desastre aéreo evitado pelo personagem de Washington, onde dentre tantos detalhes incríveis, a imensa aeronave chega a voar até de ponta cabeça; e a segunda, só posso dizer que se passa em um quarto de hotel, e que chega a ser fascinante de tão politicamente incorreta. Envolvendo o personagem de Washington, e uma aparição inspiradíssima de John Goodman. O filme ainda valeu uma indicação ao Oscar de Melhor Ator para Washington, de fato em outra de suas performances soberbas, e de Melhor Roteiro Original para Gatins. O VOO marca o retorno de um grande cineasta ao cinemão Hollywoodiano, mas não é uma super-produção. É um drama substancioso e um estudo de um personagem fascinante, onde um dom de Deus é obscurecido por um passado triste e uma realidade avassaladora. MÉTRICA: 9.0.

VEJA O TRAILER DO FILME AQUI:

flight-movie-poster-denzel-washington

2 respostas para O VOO

  1. Bruno disse:

    Putz, não vi o filme ainda, mas só de ver o trailer tocando Rolling Stones de fundo e com Denzel já É SENSACIONAL!!!

  2. Carlos disse:

    Todo filme com Denzel Washington é bom!!!
    Estou ansioso por esse…

Deixe seu comentário...

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s